Páginas

segunda-feira, 12 de agosto de 2013

Mágicos


Em 1934, Mandrake aparecia em tira diária no suplemento do jornal americano Man of Mystery. "Para o nome Mandrake, o autor Lee Falk (1911-1999) se inspirou no livro A Mandrágora, sobre a planta misteriosa, tema básico da trama de Maquiavel." Desenhado por Phil Davis (1906-1964), que lhe confere os traços do seu próprio rosto, a figura foi composta como uma síntese de todos os mágicos de vaudeville. Mandrake pertence ao gênero fantástico, um heroi com poderes mágicos - hipnose e telepatia, e às situações extraordinárias vividas por seu fiel companheiro, rei de uma distante tribo africana, Lothar, e pela princesa Narda, a eterna noiva do mágico The magic show, filme inacabado de Orson Welles (1916-1985), um especial para televisão, rodado entre 1976 e 1985, que ele próprio produziu e atuou executando truques de mágica, arte que aprendeu com o famoso Houdini. O Museu de Cinema de Munique restaurou e editou um corte de 27 minutos do filme de Welles, exibido em festivais, em 2000 No livro Alexander -The man who knows, biografia de Claude Alexander Conlin (1880-1954), por David Charvet, duas histórias são narradas. Na primeira edição (1994) o relato sobre a rápida ascensão do mentalista de palco, que ganhou quatro milhões de dólares ao longo de sua carreira relativamente curta, na década de 1920. A segunda edição (2006), revisada e ampliada, inclui detalhes sobre os seus sete casamentos, seu plano de extorsão a um magnata do petróleo, a tentativa de fuga em alta velocidade num barco carregado com licor falsificado, o tempo em que permaneceu na cadeia e penitenciárias federais, e os quatro homens que ele admitiu ter matado. Nos seus cartazes de divulgação acentua-se aquela atmosfera misteriosa, marca registrada de Alexander Em 6 de dezembro de 1920, no teatro Folly no Brooklyn, o famoso escapista Harry Houdini (1874-1926) foi assistir ao show do ilusionista Howard Thurston (1869-1936). Havia uma rivalidade entre eles. No centro do palco iluminado estava sua assistente Fernanda, vestida como uma autêntica princesa indiana. Thurston hipnotiza a jovem, que lentamente começa a flutuar. Mais tarde,Thurston convida Houdini para subir ao palco, cruza os braços e pede a ele que passe o aro de metal por meio do corpo suspenso de Fernanda. No dia seguinte, Houdini escreve: fiquei sozinho com o aparelho, sabendo exatamente como é feito um truque de levitação, eu o admiro ainda mais do que o público, que não faz a menor ideia dos problemas mecânicos. Howard Thurston ganhou o título de maior mágico da América. Para Orson Welles: "Ele foi o melhor mágico que eu já vi." "No circo, uma mãe imprudente deixa o filho prestar-se à experiência de um mágico chinês. Metem-no num cofre. Abre-se o cofre; está vazio. Fecha-se o cofre. Abrem-no; a criança aparece e volta para o seu lugar. Ora, já não é a mesma criança. Ninguém dá por isso." 
Mandrake (Álvaro de Moya, História da história em quadrinhos, L&PM Editores, 1986) / T Orson Welles, The magic show (Munich Film Archives) / Cartaz Alexander (© David Charvet, Alexander - The man who knows, 2006. Link MC magic words) / Cartaz Thurston (© Jim Steinmeyer, The last greatest magician in the world: Howard Thurston versus Houdini & the battles of the american wizards, 2012. Link Jim Steinmeyer) / (Jean Cocteau, Desatino, tradução Freitas Leça, Livros do Brasil,1958)