Páginas

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Bombas


Durante a Segunda Guerra Mundial, o artista gráfico alemão F.H.K. Henrion (1914-1990), pioneiro do design de identidade corporativa na Europa, foi consultor do Ministério da Informação da Grã-Bretanha, e responsável pelas exposições e cartazes de propaganda. Nessa época, era comum o uso de fotografia em preto e branco com áreas de cores uniformes sobrepostas, técnica aplicada por Henrion no cartaz para a Campanha pelo Desarmamento Nuclear, que traz o símbolo da CND, desenvolvido e adotado por seu presidente, o socialista e filósofo Bertrand Russel  Na década de 1950, o Japão desenvolveu uma arte comercial muito parecida com a publicidade produzida no Ocidente. Influenciado pelo novo estilo, Yusaku Kamekura (1915-1997) incorporou grafismos ocidentais com elementos da tradicional cultura oriental, se destacando em vários projetos, como a programação visual dos Jogos Olímpicos de Tóquio de 1964 e a Expo’70 em Osaka. Hiroshima Appeals foi o primeiro de uma série de cartazes (1983-1990) para lembrar as vítimas da bomba atômica sobre Hiroshima em 1945  No auge da Guerra Fria, o designer gráfico e fotógrafo norte-americano Clay Lipsky era uma criança quando as duas superpotências ameaçavam apertar o botão nuclear. Em seu ensaio Atomic Overlook, Lipsky recontextualizou dois eventos, o legado dos testes de bomba atômica e um fenômeno da cultura atual, a expansão do voyeurismo. O fotógrafo espera que a humanidade nunca mais venha a sofrer a ira de uma força tão destrutiva; Lipsky acredita também, não menos incomodamente, que o mundo não hesitaria em assistir  Membro da Alliance Graphique Internationale, e principal responsável pela criação da Fundação AGI, Robert Appleton é um designer gráfico, artista, fotógrafo, músico e professor. Estudou arte na Saint Martin, em Londres, e fotografia com Philip Jones Griffiths, trabalhando como fotojornalista para a rede de televisão BBC. Baterista desde os 14 anos de idade, Appleton desenvolveu trabalhos gráficos para John Cage e Ornette Coleman. Sua atividade envolve inúmeros projetos de comunicação visual, documentados em seus livros sobre design. Para o Green Movement of Iran, Appleton colaborou com o design do cartaz de protesto contra uma perigosa aliança política, ou, mais exatamente, duas bombas.
© F.H.K. Henrion (cartaz CND / Richard Hollis, Design Gráfico, uma história concisa, Martins Fontes, 2001) / © Yusaku Kamekura (cartaz Hiroshima Appleals, 1983) / Foto © Clay Lipsky (Atomic Overlook / http://goclaygo.com / Fotografia gentilmente cedida. Todos os direitos reservados a Clay Lipsky) / © Design Robert Appleton (Green Iran / Reprodução gentilmente cedida. Todos os direitos reservados a Robert Appleton / http://www.robertappleton.com