Páginas

domingo, 9 de outubro de 2011

Bandagem


Inspirado pela irreverência do movimento dadaísta, John Heartfield (1891-1968) criou fotomontagens de propaganda gráfica política contra o regime nazista; seus adversários sofrem as mais grotescas transformações. Em resposta a postura do partido social democrata, Heartfield cobre o rosto do líder socialista belga Émile Vanderveld com tiras de jornal O desenho gráfico no campo da ideologia política foi exposto nas ruas de Paris durante o movimento cultural que estudantes e intelectuais empreenderam em defesa da liberdade, no chamado Maio de 1968. Os cartazes eram impressos em uma cor, no Atelier Populaire pelos estudantes de Belas Artes No encontro anual dos associados da Alliance Graphique Internationale - AGI, em 2009 aconteceu em Istambul, o curador Bülent Erkmen pediu que os artistas usassem os seus próprios rostos na criação dos cartazes para a exposição "Unplugged faces". O premiado designer israelense David Tartakover, um pesquisador dos meios de comunicação com ênfase na cultura e política, num design altamente pessoal, caracterizou o tema com esse autorretrato Fotografia feita pelo processo Tintype (ou ferrótipo), um negativo de chapa úmida de colódio em fundo escuro preto ou marrom, que dava origem a uma imagem positiva. Criado em 1856 como uma alternativa de baixo custo, o tintype rapidamente virou moda. Crianças em parques públicos, noivos na porta das igrejas e centenas de jovens em seus uniformes, antes de sua partida para a Guerra Civil, posaram para os ferrotipistas. 
John Heartfield (The Cabbage head, 1930 / Akademie der Kunst) / cartaz, movimento estudantil francês, 1968 (Enric Satué, El diseño gráfico, Alianza Forma, 1988) / © David Tartakover (pôster "T", 2009 / http://www.tartakover.co.il  / Reprodução gentilmente cedida pelo designer/  Todos os direitos reservados a David Tartakover) / Foto: autor desconhecido (Young man with bandage head, c.1880 / ICP Museum / The Life Library of Photography, 1976)